Sobre o famoso Edward e suas tesouras.
Thursday September 17, 2015 | Cinema

Eu era pequena quando assisti a esse filme pela primeira vez, devia ter entre 6 e 8 anos de idade. É claro, na época não passava de um filme comum – aos olhos inocentes e sem dissernimento de uma criança, é um longa “legal e diferente”. Numa noite ociosa da semana passada decidi vê-lo novamente, e finalmente assimilei a delicadeza e pureza que é retratada alí.

Esse filme é a melhor metáfora cinematográfica que já vi, o personagem é como aquele jovem super estranho da sua sala do 2EM que sempre faz os trabalhos sozinho.

Edward Scissorhands

A sociedade é algo enorme e assustador, e o personagem ao ser “raptado” de seu mundo por Peg passa por todos aqueles problemas que alguém tido como diferente passa também. É muito profundo e aflitivo o comportamento de Edward quando ele abandona seu mundo e tenta ser incluso na cidade a qual, de certa forma, ele sempre fez parte. É assustador também o comportamento das pessoas que ficam sabendo da existência dele, o quão são interesseiros e tentam o comprar com carinhos e até comida (!).

Edward Scissorhands

Devo dizer que Johnny Depp foi maravilhoso nesse papel! Toda a solidão e tristeza do personagem é visível naquele olhar vazio que espera compreensão e amor. Edward é um monstro amável, sincero, que compreende o que são sentimentos, mas sempre foi sozinho, e por isso não sabe conviver em sociedade, sociedade esta que é patética, feliz, e colorida demais pra ele.

Burton, sobre o filme:

“Ele contém temas que eu posso relacionar a mim mais do que qualquer outro filme que fiz, com as tesouras, há algo sobre o tema de alguém não ser capaz de tocar ou amar. Eu só queria um personagem assim – visualmente, ele é, internamente, externamente. É uma representação visual do que existe por dentro… Há algo nele que é muito verdadeiro pra mim.”

“Edward mergulha em memórias pessoais e todos os tipos de temas emocionais, culturais e sociais que sempre me interessaram… A vida é um misto de tudo: os bons, os maus, o escuro, o claro, o engraçado e o triste. É uma grande massa de emoções conflituosas e não é nunca um único caminho direto.”

O cabelo bastante parecido com Robert Smith (The Cure) e sua pele pálida simbolizam o personagem por completo: abandono e confinamento. Suas cicatrizes causadas pelas tesouras são o símbolo do problema em adaptação ao sistema normal do mundo.

http://images2.fanpop.com/images/photos/5000000/Edward-Scissorhands-edward-scissorhands-5050955-852-480.jpg

Em dois momentos do filme eu quase desatei a chorar. É tudo muito triste e de uma forma ou outra me identifiquei um pouco com o personagem e como ele se sentia em relação a esse mundo que ele não conhecia.

– Good bye
– I love you



Posts Relacionados


8 Comentários em “Sobre o famoso Edward e suas tesouras.”


Mari Mari | 17-09-2015 às 21:48 | Responder

Essa visão de que o Edward é uma representação visual do que está guardado internamente é muito boa.
E quanto aos livros, q vc comentou lá no blog, tb curto muito estudo de caso, criminologia, etc, mas ficar presa em um tema só é entediante pra mim, seja o que for.

Isabela | 20-09-2015 às 03:42 | Responder

Eu também assiisti pela primeira vez bem novinha.
Reasisti ha pouco tempo e é algo bem intenso, né?

Amanda Souza | 21-09-2015 às 16:45 | Responder

Eu adoro os personagens do Johnny Depp e, definitivamente, não dá pra falar dele sempre recordar rapidamente de Edward Mãos de Tesoura. Eu também sempre choro quando assisto esse filme, acho que por me identificar muito com ele.

P.S. Obrigada pelo conselho ;)

Beijinhos

Camilla Martins | 21-09-2015 às 17:58 | Responder

NÃO ACREDITOOOOO QUE TU EXISTE HUAHUAHUAHUHUAHUAHUA AINDA HUAHAAHUHUA MAAAANO se eu te contar um lance vc nem acredita, mas quando eu tava fazendo o header do meu blog eu lembrei dos teus e pensei: nossa, preciso fazer algo tipo naquele estilo, nem que sea so um tiquinho HUHUAHUAHUAHUAHUA

aiiiii edward maos de tesoura é amor, acho q quaquer pessoa q ja foi excluidona tipo eu pensa nele

adorei sua visita, poxa! <3

bjos

Camila Faria | 22-09-2015 às 15:29 | Responder

Edward é mesmo a representação da pureza, da inocência… De um olhar mais simples e singelo da vida. Muito lindo e triste esse filme. <3

Taís | 22-09-2015 às 21:40 | Responder

Esse é um dos meus filmes preferidos!! Muito bom :)
assistia quando pequena e sempre que posso também assisto de novo e de novo <3

BA MORETTI | 03-10-2015 às 04:32 | Responder

meudeus preciso assistir esse filme novamente ♥

Alessandra | 15-02-2016 às 20:33 | Responder

Que análise mais linda! Eu também acho esse filme de uma profundidade e delicadeza incrível. Tenho muito carinho por esse filme também.


Comentar